MAR

MAR

27 junho, 2017

A Mancha Humana de Philip Roth



Trata-se de um livro notável. Philip Roth escreve sobre as contradições existentes na América dos anos 90. Temos questões como o racismo, o amor, os judeus, o sexo na terceira idade, o politicamente correto, a guerra do Vietname, entre outros. Mas é sobretudo o tema da liberdade e o preço que se paga para se construir uma identidade própria, o eixo principal.
A Mancha Humana agarra o leitor pela descrição emocional de cada uma das personagens presentes. Todas se interligam e acabam por explicar a essência da personalidade de Coleman Silk.




13 junho, 2017

Al Berto 20 anos de saudades

                                                                  (Foto retirada da net)
2

será feita de aves a primeira sensação da manhã
ser-nos-ão concedidos o dom do voo e do sonho permanente
juntos descobriremos a fonte do nocturno bosque
e a sabedoria do estritamente necessário
despojar-nos-emos dos corpos
dos objectos acumulados na memória

do sonho e do ouro utópico chegará a metamorfose
o tempo será rigorosamente prolongado a cada enxertia dos pomares
da mesma árvore derramar-se-ão frutos diferentes
quando os dias se tornarem mais nítidos


o regresso é demorado
avança manhã adiante
com o crescimento das mãos e da sageza

Al Berto, O Medo

12 junho, 2017

Materiais para Confecção de um Espanador de Tristezas de Ondjaki




Ondjaki brinca com as palavras num universo repleto de pequenos seres como a lesma, a borboleta, a aranha, ... e em Luanda partilha as suas palavras, a sua poesia com outros grandes da música e das letras, como por exemplo Elis Regina, Rodrigo leão, Luandino Vieira, entre outros.


03 junho, 2017

Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley



Publicado nos anos 30, este livro de Aldous Huxley pretende denunciar os perigos de uma sociedade totalitária obcecada pelo progresso científico que poderá pôr em causa a espécie humana.
Os seres humanos são “produzidos” nos “centros de incubação e condicionamento” – segundo castas variadas, e são educados em “centros de condicionamento do Estado”. Cada casta é preparada para uma finalidade e com diferentes características. É sobretudo através da hipnopedia que se incutem nestes seres humanos “reflexos condicionados definitivos” que os transformam em pessoas felizes, mas completamente desumanizadas. Todo e qualquer problema que possa surgir é ultrapassado tomando uma dose de "soma".